Jaboticaba GeloGelo Seco é um composto químico, formado por dois átomos de oxigênio e um de carbono.

Ele é o dióxido de carbono no estado sólido e é amplamente utilizado em boates, festa de aniversário, festa de casamento, filmes de terror, etc., para a produção de efeitos especiais.

O gelo seco é uma substância muito usada em casas de shows e no cinema, para efeitos especiais. Além de entretenimento, o gelo seco possui outras finalidades como por exemplo, transporte de produtos medicinais, transporte do sorvete da fábrica até os pontos de distribuição, na contração de metais, etc. Apesar de todos os benefícios é preciso tomar certos cuidados com esse material, pois ele pode causar queimaduras graves, asfixia, hemorragias, fazendo muito mal a saúde!

Ele tem esse nome por ter uma característica diferente do gelo feito com água: apesar de ser tão frio quanto o outro, não derrete e se torna líquido. O CO2 precisa de uma temperatura baixíssima para chegar a sua forma sólida: -78ºC. É nesse estado que o gelo seco é comercializado.

Em temperatura baixa, ele permanece em estado sólido. Já em alta pressão ou mesmo em temperatura ambiente ele passa rapidamente para o estado gasoso, sem mesmo estar no estado líquido. A esse efeito se dá o nome de sublimação.

A razão para que o gelo seco faça a transição desses dois estados físicos de forma tão rápida, se deve às ligações frágeis de moléculas (CO2) e, portanto, mesmo em pressão ambiente, passa para o estado gasoso. Outra razão para sua baixa temperatura é o fato de ser uma reação endotérmica (absorve calor ao ser realizada).

Uma das vantagens do gelo seco é na refrigeração de produtos que serão transportados. O gelo comum molharia o produto conforme a temperatura aumenta, já o gelo seco, mesmo com a temperatura alta sofre sublimação.

Aplicações do Gelo Seco

O gelo seco é mais utilizado para efeitos especiais em shows, festas, bebidas e outros. Nas festas, quando o aniversariante chega, o gelo seco é usado na formação de uma grande nuvem feita de uma fumaça fria e densa, para dar um clima de mistério. O efeito dura alguns minutos, causando uma impressão interessante. Para causar esse efeito são utilizadas máquinas de jateamento de gelo seco.

Em boates e casas de shows, os drinks soltam fumaça simulando uma aparência de aquecimento, além de causar um “borbulhamento”.

Utilidades do gelo seco

  • Na contração de metais;
  • No transporte de produtos medicinais. Ex.: órgãos, medicamentos, etc.;
  • Na conservação de sorvete, no transporte da fábrica aos pontos de venda, por exemplo;
  • Na diversão, como em festas e no cinema, etc.

Gelo SecoCuidados com o Gelo Seco

Apesar do gelo seco ter um aspecto semelhante ao gelo hídrico, alguns cuidados devem ser tomados:

Queimaduras: Por ter uma baixa temperatura, em contato com a pele, as pedras de gelo seco podem causar queimaduras. Sendo a temperatura do gelo seco de – 78º C, o contato direto com a pele ocasiona queimaduras graves.

Ingestão: Não é recomendável consumir bebidas contendo gelo seco e nem ingerí-lo, pois ele pode ser misturado com outras substâncias que não sejam somente o carbono e o oxigênio tornando-se prejudicial à saúde.

Asfixia: É necessário ter cuidado com a inalação excessiva do gelo seco: elevadas concentrações de CO2 no organismo causam náuseas e até hemorragias no sistema digestivo. Se inalado em excesso pode causar asfixia, por esse motivo não deve ser transportado junto com passageiros em locais fechados.

Como Fazer Gelo Seco?

recipiente de gelo

Para fazer gelo seco, é necessário extrair o CO2 de outros locais. Apesar dele estar presente no ar, os fabricantes retiram-no de substância, como na produção da amônia.

Em sua produção, a amônia expele CO2 e este é puxado por uma chaminé para dentro de um tanque especial, para ser resfriado e mantido a determinada temperatura e pressão.

O gelo seco pode ser transportado em caixas de isopor, tambores e contêiner e como ele evapora em temperatura ambiente, o recipiente deve ser bem fechado.

Uma das características do gelo seco é a capacidade de passar diretamente do estado sólido para o estado gasoso. O composto de dióxido de carbono (CO2) é solidificado e resfriado a -78º C e quando entra em contato com a atmosfera, se transforma para o estado gasoso. Processo esse chamado de sublimação.

Nesse estado, as ligações entre o átomo de carbono e os dois de oxigênio são frágeis e por isso, quando em pressão normal, suas moléculas se soltam e vão direto para o estado gasoso. Para atingir o estado líquido do gás carbônico seria necessário obter a pressão de cinco atmosferas.

Na escola, aprende-se sobre os estados físicos da água:

  • Sólido - quando a mesma se torna gelo;
  • Líquido - a água que se encontra nas chuvas, nos mares, rios, piscinas, fontes;
  • Gasoso - quando a água evapora, seja ao esquentá-la no fogo, na calefação ou em seu processo natural (na evaporação que antecede as chuvas e completa o ciclo da água).

A sublimação é o processo pelo qual uma substância sólida se transforma em um gás, vapor, sem passar pelo estado líquido. Além do gelo seco, esse processo se dá em outras substâncias como: o arsênico, a cânfora, naftalina, iodo e outros.

A cânfora, por exemplo, é uma árvore nativa do Oriente, comum em Taiwan, no Japão e na China.

Ela possui uma substância branca com forte odor, que é retirado de sua seiva. A planta tem um cheiro penetrante e um gosto amargo e, além disso, é quase indissolúvel em água; porém, em álcool, éter e outros solventes se dissolve facilmente. Ela é usada como incenso e seu poderoso odor afasta as aranhas e as traças, funcionando como inseticida.

A cânfora, assim como o gelo seco e os elementos citados sofrem essa mudança de estado em temperatura e pressão ambiente.

Sublimação e Ressublimação

A sublimação possui dois processos: a sublimação e ressublimação:

A ressublimação acontece quando há passagem do estado gasoso para o estado sólido. Um bom exemplo de processo de ressublimação é o iodo. A substância sofre a mudança naturalmente, ele sublima em temperatura e pressão ambiente; contudo, a transformação ocorre bem lentamente.

Já a sublimação é considerada apenas a passagem do sólido para o gasoso. Nesse processo, as moléculas do gás se depositam de forma espontânea para se formarem em estado sólido, processo chamado de deposição.

Além do gelo seco, outro produto da sublimação é a purificação de substâncias sólidas. Um sólido é aquecido para sua pressão se elevar e alcançar o estado de condensação ou vaporização e coloca-se uma superfície fria por cima. No decorrer da experimentação, as substâncias impuras ficarão embaixo e as puras serão contidas na superfície fria. Existe o processo de cristalização que é muito mais eficiente que a sublimação, pois tem um crivo mais refinado.